Biographie


1915, 4 de janeiro
Marie-Louise von Franz nasceu em Munique, filha do Barão Erwin Gottfried von Franz (1876-1944) e de Margret, nascida Schoen. Seu pai é austríaco e sua mãe alemã.

1919
A família se instala na Suíça em Rheineck, cantão de St. Gall.

1921-1928
Escola Primária em Rheineck. 

1928-1933
Ginásio particular em Zurique. 

1931
 A família se estabelece em uma casa comprada pelo seu pai em Dolderstrasse 107 em Zurique.

1933
Durante o verão ela encontra C. G. Jung em Bollingen. Ela tinha dezoito anos. No outono ela começa seus estudos na universidade de Zurique em filologia clássica com latim e grego como ênfases principais, bem como em literatura e história como ênfases secundárias.

1933-1935
Ela assiste às conferências de C. G. Jung sobre a psicologia moderna, aos conceitos de base e a seu Seminário Psicológico na Escola Politécnica Federal de Zurique (EPFZ).

1934
Ela inicia sua análise com Jung.

1935
Início da sua redação de “Simbolismo dos contos de fada” trabalho que durará nove anos.

1936
Ela recebe uma bolsa de 500 francos suíços da Escola Politécnica Federal de Zurique para realizar uma pesquisa sobre a história dos símbolos. C. G. Jung apoia esta candidatura.

1936-1937
Ela assiste ao seminário de psicologia de C. G. Jung, suas conferências sobre a experiência das associações e sobre a psicologia moderna.

1937
Ela participa pela primeira vez da Conferência de Eranos em Ascona, Suíça.

1938-1939
Ela assiste às conferências de C. G. Jung sobre a Introdução à Psicologia do Inconsciente e aos Seminários Psicológicos.

1939
Ela recebe a cidadania suíça e se torna cidadã do cantão de Zurique
 

1940
Ela recebe seu título de doutora obtendo a menção “magna cum laude” pelo seu trabalho de tese intitulado « Die ästhetische Anschauung der Iliasscholien ». Seu orientador de tese, o professor Dr. Ernest Howald escreveu: « Summa diligentia et magna sagacitate conscripta ». 

1941
Ela é nomeada anfitriã estatutária do Clube Psicológico de Zurique. Ela assume a maior parte das conferências no Clube Psicológico de Zurique e no Instituto C. G. Jung em Küsnacht, Zurique.

1942
Após uma entrevista com Jung, ela começa a receber seus primeiros analisandos.

1944
Ela se torna membro do Clube de Psicológico de Zurique e ali trabalha durante muitos anos como bibliotecária. C. G. Jung também foi membro da Biblioteca de Zurique. Seu pai morre em Zurique. Um ano mais tarde, sua mãe vende a casa em Zurique e se retira para um apartamento. Marie-Louise von Franz aluga um pequeno quarto em Zurique.

1946 
Ela se instala com Barbara Hannah em um pequeno apartamento em Küsnacht, Zurique. 

1951
Conferências em Chaux-de-Fonds, Suíça.

1953
Viagem aos Estados Unidos durante três meses realizando conferências.

1955-1956
Viagens ao Egito e a Grécia. 

1956
Ela é nomeada analista didática no Instituto C. G. Jung de Zurique.

1958
Ela constrói sua torre em Bollingen com a ajuda de Barbara Hannah.

1961, 6 junho
Morte de C. G. Jung.

1962
Sua mãe morre em Zurique. 

1963
Viagem para Escócia com Barbara Hannah. 

1965 
Ela se instala com Barbara Hannah na Lindenbergstrasse 15, Küsnacht, Zurique. 

1968 
Em honra ao 80° aniversário da Dra. Esther Harding, ela participa da segunda conferência de Bailey Island e apresenta a sua obra “Number Games of the Universe” que mais tarde será publicada com o título de “Símbolos do Unus Mundus”. Conferências nos EUA.

1970 
Viagem de quatro semanas com a senhora Ariane Rump a Bangkok (Tailândia), Angkor Vat e Phnom Penh (Cambodja), Tokio, Hakone, Nara e Kyoto (Japão), Toba e Bali (Indonésia), Hong Kong britânico (China) e Singapura. 

1971-1981
Ela profere conferências em Bremen, Elmau e Herrenalb, Baden-Baden (Alemanha), Montreal (Canadá), Los Angeles, Panarion (USA), Lindau e Graz  (Áustria),  Roma (Itália), Paris (França).  

1974, 26 abril 
Com quatro amigos ela cria a Fundação de Psicologia Junguiana em Küsnacht, Zurique. www.stiftung-jungsche-psychologie.ch

1984 
Ela viaja por duas semanas a Florença, Itália. 
Faz conferências nos EUA e na Escola Politécnica de Zurique sobre “As experiências arquetípicas na aproximação da morte”. 

1985 
Ela participa pela última vez da conferência de Eranos, Ascona. Ela profere sua conferência: « Niké et les Eaux du Styx ». Depois desta época ela leva uma vida mais introvertida na sua casa em Küsnacht. Ela se retira cada vez mais na sua torre em Bollingen, onde ela permanece até cinco meses por ano. Ela continua a receber os amigos e analisandos do mundo inteiro, se consagra no seu trabalho criativo e se concentra principalmente sobre a alquimia árabe. 

1986
A partir de um congresso em Garmisch-Partenkirchen, Alemanha, cujo tema era o problema do espaço-tempo, ela assume uma conferência intitulada « Alguns Aspectos Históricos das Hipóteses Sincronísticas de C. G. Jung ». Os participantes desta conferência são, entre outros, Carl Friedrich von Weizsäcker, Sua Santidade Dalaï Lama, Joseph Needham, Raimon Panikkar e Al Chung-liang Huang. 

4 setembro
Morte de Barbara Hannah. 

25 novembro 
Ela profere a sua última conferência pública em Küsnacht: « A Reabilitação da função sentimento na nossa civilização por C. G. Jung ».

1990
Até pouco antes de sua morte ela escreve um comentário que é criado como título póstumo: «Muhammad Ibn Umail’s Hall Ar-Rumuz (‘Clearing of Enigmas’): Introdução Histórica e Comentário Psicológico».  Ed. Theodor Abt, Fotorotar AG, 1999 

1994
Marie-Louise von Franz é a guia espiritual do «Centro de pesquisa e formação para a psicologia de profundidade segundo C. G. Jung e Marie-Louise von Franz», fundado recentemente e onde ela se tornou presidente de honra. 

1998, 17 fevereiro
Marie-Louise von Franz morre aos 83 anos, na sua casa em Küsnacht